Série B: Vasco abre 2 x 0, mas cede empate ao Náutico e não cola no G4


O começo do jogo deixou a entender que seria uma tarde tranquila para o Vasco no Estádio dos Aflitos, em Recife. Mas isso não se concretizou. Na tarde deste domingo (24/10), os cariocas visitaram o Náutico pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro Série B e conseguiram abrir 2 x 0 no placar em menos de 20 minutos, aproveitando bem as falhas adversárias. Entretanto, os vascaínos não conseguiram manter o ritmo e sofreram um empate doloroso, mas justo.


O Vasco agora soma 47 pontos, em sexto lugar, e perde uma boa chance de colar no G4, que tem o Goiás em quarto, com 52. O resultado também não foi tão bom para o Náutico, que sonha com o acesso, mas aparece em nono lugar, com 45 pontos.


O começo do primeiro tempo do Vasco se resume em uma palavra: efetividade. O time carioca aproveitou duas falhas defensivas para abrir 2 x 0 no placar. Na primeira, logo aos oito minutos, o zagueiro Rafael Ribeiro deixou a bola escapar e Nenê chegou chutando de primeira, de chapa, tirando do goleiro.


Depois, aos 18, o goleiro Anderson deu um passe errado e a bola ficou com Gabriel Pec, que acionou Nenê. O experiente jogador deu um passe de calcanhar para Marquinhos Gabriel, que cruzou rasteiro para German Cano marcar do outro lado da área, naquela lance já manjado de oportunismo.

Mesmo com os lances infelizes, o Náutico soube se manter concentrado e diminuiu o placar aos 26 minutos. Hereda fez boa jogada na direita e cruzou na segunda trave, encontrando Vinícius, que cabeceou livre de marcação. O Vasco ainda teve boas chegadas com chutes de Bruno Gomes e Cano, enquanto o Náutico assustou com Jean Carlos, principal articulador do time pernambucano.


O Náutico terminou o primeiro tempo com mais volume de jogo e isso ficou mais evidente no segundo tempo. O Vasco sofreu forte pressão e não conseguiu mais construir jogadas. Foi questão de tempo para o empate sair. Aos 12 minutos, Jean Carlos cobrou falta na medida e Yago subiu muito bem para cabecear no contrapé do goleiro Lucão.


Com as entradas de Andrey e Léo Jabá, Fernando Diniz tentou recuperar o meio-campo. Surgiu certo efeito, pois aos 28 minutos, o Vasco conseguiu sua primeira chance no segundo tempo, com Nenê arriscando de fora da área. Depois, Léo Jabá também arriscou de longe e levou perigo. Apesar da melhora e de certa pressão no fim, o Vasco não conseguiu a vitória.


Por Metrópoles

0 comentário