Mata Grande: filho confessa ter matado pai a pedradas e queimado corpo


Felipe Silva Batalha, de 30 anos, confessou ter matado o pai, Cícero Vieira Batalha, de 59 anos, com uma pedrada e ateado fogo, no povoado Santa Cruz do Deserto, na cidade de Mata Grande. A informação foi confirmada pela Polícia.


Ele levou os policiais até o local onde teria deixado o corpo do pai, numa estrada vicinal.

Ainda de acordo com as informações, o setor da Segurança Pública foi informado por um irmão da vítima do desaparecimento do mesmo. Ele também informou que seu Cícero havia saído para quebrar milho e não retornou para a residência dele.


Esse irmão também informou a polícia sobre à evasão do sobrinho Felipe, juntamente com a família dele. Na manhã desta quinta-feira (21), foi descoberto que o filho de seu Cícero teria comprado uma passagem para a cidade de São Paulo e embarcado na cidade vizinha, Inhapi, por volta das 10 horas.


Diante dessas informações, os policiais saíram em diligências para interceptar todos os ônibus interestaduais que faziam esse percurso. Felipe e a família dele foram encontrados num ônibus na região do município de Jeremoabo, no estado da Bahia.


A polícia também informou que, ao ser indagado pelo paradeiro do pai, Felipe respondeu que teria o assassinado com uma pedrada, e depois, ateado fogo no corpo com pneus, tendo em vista a dificultação de ação da polícia e com a finalidade de se eximir da responsabilidade penal com a ocultação do cadáver da vítima.

0 comentário