Hospital Regional do Sertão: da inauguração à reviravolta


Foto: Márcio Ferreira

Nem mesmo a máscara de proteção contra o coronavírus foi capaz de esconder a insatisfação de vários políticos do Alto Sertão, na cerimônia de inauguração do Hospital Regional do Alto Sertão (HRAS).


O motivo? Não terem sido contemplados com grandes fatias das 'intituladas' cotas de espaço. Depois da pausa para a foto, não faltou político resmungando nos quatro cantos da Terra do Pioneiro.


E para você ficar por dentro, teve político fingindo costume e amizade, na frente do governador e do senador, com direito a aperto de mão e tapinha nas costas. Por dentro, o ranço era evidente.


Os discursos, por sua vez, foram de agradecimento, com palmas acaloradas e a turma do cordão do puxa, tendo os 15 segundos de fama, como de praxe.


Dada como diretora da unidade por parte da imprensa local, a ex-vereadora Fabíola Marques, não foi confirmada no cargo pelo governador Renan Filho (MDB).


O chefe do executivo anunciou Jammil Cordeiro como gestor interino da unidade. A expectativa do governo é fazer essa transição do UMEAS para o HRAS, até o final desse ano, quando o local passa a funcionar em todas as especialidades previstas.


0 comentário