Fora da Libertadores, gigantes brasileiros lutam pela Sul-Americana

Corinthians e Grêmio dão largada ao sonho de uma conquista internacional nesta quinta-feira, com favoritismo diante dos rivais


Lucas Uebel/Getty Images

Nada como uma temporada após a outra para apagar um insucesso no futebol. Ciente dessa máxima, Corinthians e Grêmio – que não conquistaram vaga na Copa Libertadores 2021 – estreiam nesta quinta-feira (22/4) na Copa Sul-Americana. A competição continental é vista como um dos principais objetivos do novo ciclo que se inicia em ambos os gigantes do Brasil.


Sob desconfiança após uma campanha modesta no Brasileirão 2020, quando terminou apenas na 12ª colocação, o Corinthians tem uma tarefa menos complicada em sua estreia.


O time comandado por Vagner Mancini encara o River Plate-PAR, atual lanterna do Campeonato Paraguaio e que trocou de técnico no último sábado. Ao contrário do Timão, que lidera com folga seu grupo no Estadual, o River venceu apenas uma de suas 11 partidas no Nacional.


O duelo em Assunção está marcado para as 21h30 (horário de Brasília) e terá transmissão somente pela Conmebol TV.


Tão questionado quanto o Corinthians está o Grêmio. O outro gigante do futebol brasileiro que estreia nesta quinta trocou de técnico nesta semana. Renato Gaúcho saiu e Tiago Nunes assumirá a equipe, mas não nesta quinta. O time será treinado pelo interino Thiago Gomes.

O Tricolor gaúcho caiu de paraquedas na Sul-Americana após cair na fase de Pré-Libertadores – terminou o Brasileirão na 6ª colocação. Com isso, enfrenta o La Equidad, a partir das 19h15 (horário de Brasília), na Arena do Grêmio.


Red Bull Bragantino

Também nesta quinta-feira, uma outra equipe brasileira faz sua estreia. Após patinar no início do Brasileirão 2020, o Red Bull Bragantino se encontrou e terminou a competição em 10º lugar. Com a classificação, o time de Bragança Paulista retorna a uma competição internacional após 25 anos – a última vez foi a Copa Conmebol, em 1996. A equipe de Maurício Barbieri encara o Tolima, às 19h15. *Com informações do Metrópoles

0 comentário