Fiocruz recebe insumo para produção de 2,8 milhões de doses da vacina contra Covid-19

O primeiro lote do Ingrediente Farmacêutico Ativo (IFA) do imunizante da vacina Oxford/AstraZeneca chegou ao Brasil neste sábado (6/2).


Crédito: Aline Massuca

A aeronave que transportava o primeiro lote do Ingrediente Farmacêutico Ativo (IFA) para a produção da vacina Oxford/AstraZeneca na Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) pousou no fim da tarde deste sábado (6/2), no Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro, vinda da China. A previsão é de que o material seja suficiente para a fabricação de 2,8 milhões de doses.


Agora, o IFA será transportado para o Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos (Bio-Manguinhos/Fiocruz), na zona norte do Rio de Janeiro. Lá, após checagens de controle de qualidade, o insumo deve ser liberado na próxima quarta-feira (10/2) para descongelamento, já que precisa ser transportado a -55 graus Celsius.


A expectativa é que na sexta-feira (12/2) comece o início da formulação do lote de pré-validação, necessário para garantir que o processo de produção da vacina está adequado.


2021

Segundo a presidente da Fiocruz, Nisia Trindade, e o diretor de Bio-Manguinhos, Maurício Zuma, 210,4 milhões de doses serão produzidas em 2021, sendo 100,4 milhões até julho deste ano.


Ainda segundo a Fiocruz, a partir de agosto deste ano, as vacinas serão entregues sem a necessidade de importação do IFA. “Isso significa uma vacina 100% produzida pela instituição”, disse Nisia.


Fonte: Metrópoles

0 comentário