Demissão de Pazuello ganha força no Planalto e nomes de substitutos já são discutidos

Retomada dos direitos políticos de Lula pressiona Bolsonaro


Foto: José Dias/PR

A ideia de substituir Eduardo Pazuello no comando do Ministério da Saúde tem ganhado força nos últimos dias no Palácio do Planalto. O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) se sente pressionado após a retomada dos direitos políticos de Lula (PT).


Nos bastidores da política em Brasília, comenta-se que a demissão de Pazuello é apenas uma questão de dias. A avaliação do próprio Palácio do Planalto é de que a ineficiência do Ministério da Saúde no momento mais grave da pandemia de Covid-19 tem prejudicado a imagem do governo Bolsonaro.


Para ocupar uma das mais cobiçadas pastas, está sendo cogitado o nome de Dr. Luiz Antonio Teixeira (PP-RJ), amigo pessoal Arthur Lira (PP-AL), presidente da Cãmara dos Deputados. O deputado federal também é médico e já foi secretário de saúde em Nova Iguaçu (RJ).


*Com informações da revista Exame.

0 comentário