Delmiro Gouveia ultrapassa 2.100 infectados da covid-19, diz Boletim

No final de semana, dois idosos morreram em decorrência da doença


A cidade de Delmiro Gouveia, desde o início dos casos, já registrou 2.103 casos da covid-19. A informação foi divulgada através do Boletim Epidemiológico da Secretaria de Saúde, na tarde desta segunda-feira (8).


Nas últimas 24 horas, pessoas testaram positivo. Já o número de pessoas que passaram do período de isolamento foi de 14, totalizando 2.002 recuperados. A cidade tem 54 casos ativos.


No último final de semana, dois idosos acima de 80 anos, morreram em decorrência da doença. O número de suspeitos está em 32 e 4.080 testes já foram descartados.


Sertão na fase vermelha do distanciamento social


Com o novo decreto, bares e restaurantes devem permanecer fechados todos os dias da semana, funcionando apenas por delivery. Academias, igrejas e templos religiosos também devem fechar. O comércio será autorizado de segunda à sexta-feira.


Confira o que pode funcionar:


Art. 3º Fica autorizado o funcionamento na Fase Vermelha: I – os órgãos de imprensa e meios de comunicação e telecomunicação em geral; II – serviço de call center; III – os estabelecimentos e odontológicos, hospitalares, laboratórios de análises clínicas, farmacêuticos, clínicas de fisioterapia e de vacinação, psicólogos, terapia ocupacional, fonoaudiólogos, para serviços de emergência ou consulta com hora marcada, e as óticas; IV – distribuidoras e revendedoras de água e gás; V – distribuidores de energia elétrica; VI – serviços de telecomunicações; VII – segurança privada; VIII – postos de combustíveis; IX – funerárias; X – estabelecimentos bancários e lotéricas; XI – clínicas veterinárias e lojas de produtos para animais, lojas de plantas, serviços de jardinagem e lojas de defensivos e insumos agrícolas e animais; XII – lojas de material de construção e prevenção de incêndio; XIII – indústrias, bem como os respectivos fornecedores e distribuidores; XIV – lavanderias, lojas e estabelecimentos de produtos sanitizantes e de limpeza, e demais do segmento vinculado a área de limpeza e que garantam melhorias na higienização da população; XV – oficinas mecânicas, lojas de autopeças, e estabelecimentos de higienização veicular, com hora marcada e sem aglomeração de pessoas; XVI – papelarias, bancas de revistas e livrarias; XVII – estabelecimento de profissionais liberais (arquitetos, advogados, contadores, corretores de imóveis, economistas, administradores, corretores de seguros, publicitários, entre outros), desde que ocorra com hora marcada e sem aglomeração de pessoas e disponibilização de álcool gel 70% (setenta por cento) para clientes e funcionários; XVIII – concessionárias e revendedoras, de carros e motos, seguindo as normas estabelecidas pelo Departamento Estadual de Trânsito – DETRAN/AL, por meio de portaria de seu Diretor Presidente; XIX – lojas de tecidos e aviamentos, facilitando a fabricação de máscaras; XX – padarias, lojas de conveniência, mercados, supermercados, minimercados, açougues, peixarias e estabelecimentos de alimentos funcionais e suplementos, sendo expressamente proibido o consumo local, tanto de bebidas quanto de comidas; médicos XXI – bares, restaurantes, lanchonetes e estabelecimentos congêneres que funcionem no interior de hotéis, pousadas e similares, desde que os serviços sejam prestados exclusivamente a hóspedes, bem como de hospitais, clínicas da área de saúde e postos de combustíveis nas rodovias alagoanas; XXII – restaurantes, lanchonetes e estabelecimentos congêneres poderão funcionar por serviços de entrega, inclusive por aplicativo, e na modalidade “Pegue e Leve”, sendo expressamente proibido o consumo local, tanto de bebidas quanto de comidas; XXIII – qualquer loja e outros estabelecimentos comerciais, sem aglomeração de pessoas e cumprindo o Protocolo Sanitário publicado por meio da Portaria Conjunta GC/SEDETUR/SEFAZ/ SESAU Nº 005/2021, vedado o seu funcionamento aos sábados e domingos; XXIV – templos, igrejas e demais instituições religiosas, funcionando com 30% (trinta por cento) de sua capacidade; XXV – transporte de carga no âmbito do Estado de Alagoas.

0 comentário