Coragem de poucos

Artigo de opinião sobre política e sociedade


Zé Carlos, prefeito de Água Branca (arquivo pessoal)

Ao anunciar a volta das aulas na rede municipal de ensino, o prefeito de Água Branca, Zé Carlos (PP), comprou uma briga entre os que são contrários e favoráveis.


Em conversa com o secretário municipal de Educação, Odir Siqueira, fui informado que a volta está ocorrendo de maneira gradual, determinada aos alunos do 6º e 7º ano, com todos os cuidados necessários e essenciais.


Ao mesmo tempo, o chefe da pasta da Educação aponta que o município tem estudado junto ao governo estado, para os profissionais da pasta sejam colocados no grupo de prioriedade da vacinação contra à covid-19.


Em nota técnica divulgada nas redes sociais, a gestão aponta que o formato híbrido vai ser realizado de maneira experimental, com acompanhamento dos boletins epidemiológicos da Covid-19, emitidos pela Secretaria de Saúde local.


O tema divide opiniões e traz longa discussão acerca do tema. Afinal de contas, qual o momento ideal para a volta das atividades?


No caso de Água Branca, além da coragem, o município encabeça uma ação pioneira no Alto Sertão e que, os resultados, só o tempo vai dizer.




0 comentário