Caso de homem que esfaqueou animal em Delmiro ganha repercussão estadual

Crime é investigado pela Delegacia de Crimes Ambientais; prefeitura emitiu nota sobre o assunto


Foto: Ítalo Timóteo

O homem que foi preso na última segunda-feira (23), após esfaquear um cachorro no Mercado Público de Delmiro Gouveia, pode pegar até cinco anos de reclusão. O animal não resistiu e veio a óbito.


De acordo com as informações, ele seria vendedor de carne e desferiu os golpes no cachorro após o animal comer um pedaço de carne do box dele.


Populares socorreram o animal e o levaram para ser atendido. De acordo com a Polícia Militar (PM), o homem foi preso em flagrante no assentamento 44, área rural da cidade.


O caso ganhou repercussão estadual e, agora, está sendo investigado pela Delegacia de Crimes Ambientais. Por meio de nota à imprensa, o promotor Guilherme Diamantaras, que atua na área de meio ambiente, informou que, "tão logo o flagrante chegue ao Ministério Público, caso estejam presentes os pressupostos previstos em lei, requererá a conversão da prisão do autor do crime em preventiva. E, após a conclusão do inquérito, será ajuizada ação penal por maus-tratos com resultado morte".


Por meio das redes sociais, a prefeita da cidade, Ziane Costa (MDB), disse que repudia agressão aos animais e que continua buscando recursos para amenizar a situação dos animais de rua.


Leia na íntegra:

Nenhuma agressão contra animais ficará impune! De forma legal, o agressor foi autuado pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente e, a Prefeita Ziane Costa continua buscando os recursos para que possamos amenizar a situação dos animais de rua em nossa cidade.





0 comentário